Hora Certa
No Ar


Nenhuma programação cadastrada
para esse horário




Peça sua Música

  • Edson
    Cidade: Curitiba Paraná
    Mensagem: Qual quer uma do monarcas
  • Edson
    Cidade: Curitiba Paraná
    Mensagem: Pala veio
  • mario cezar marques pires
    Cidade: sao jose do cedro sc
    Mensagem: Meus Amores com Luiz Marenco
  • Nelma Almeida
    Cidade: Cataguases
    Mensagem: O menino da porteira
  • Berenice Vieira
    Cidade: Poa
    Mensagem: Bruno e Marrone
  • Denis Pires
    Cidade: PORTO ALEGRE
    Mensagem: na paz do meu rancho
Publicidade Lateral
Fan Page

Política

Publicada em 04/01/13 - 20 visualizações
Funcionários de restaurante onde turista foi morto serao ouvidos
Advogado dos acusados agendou os depoimentos para esta sexta-feira (4). Jovem foi morto após discussao pelo valor da conta em Guarujá.

por G1

Link da Notícia:

Os funcionários do restaurante de Guarujá, no litoral de Sao Paulo, em que um universitário foi assassinado a facadas após discussao pelo valor da conta na última segunda-feira (31), serao ouvidos na tarde desta sexta-feira (4) na delegacia sede da Cidade. Segundo testemunhas, alguns garçons também teriam participado da agressao contra a vítima. O advogado do dono do restaurante, Valdemir Batista Santana, esteve na delegacia sede de Guarujá nesta quinta-feira (3) e agendou os depoimentos dos funcionários do restaurante. Alguns deles já foram ouvidos, mas os que faltam sao considerados fundamentais porque viram tudo o que aconteceu dentro da churrascaria. A polícia ainda espera contar com as imagens das câmeras de monitoramento para auxiliar na investigaçao do caso mas, segundo o advogado dos suspeitos, essas imagens nao existem. O dono da churrascaria, José Adao Pereira dos Passos, de 55 anos, suspeito de matar o universitário, e Diego Souza Passos, de 23 anos, o filho dele, se apresentaram a polícia na noite desta quarta-feira (2) e foram liberados em seguida. Eles nao foram presos porque vieram 24 horas depois do crime, portanto, nao houve flagrante. O delegado Luiz Carlos Lara disse que por enquanto nao vai pedir a prisao deles. "Os requisitos da custódia estao ausentes nesse momento. Agora, se daqui por diante surgirem esses requisitos ou, na conclusao, eles ficarem latentes, ai sim será o caso de representarmos ou pela temporária, antes da conclusao do inquérito, ou mesmo pela preventiva, quando o seu término", falou. Ele ainda disse que as supostas imagens registradas pelas câmeras de monitoramento da churrascaria seriam importantíssimas para solucionar o caso.


Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros

Copyright (c) 2017 - Rádio Abelha - Todos os direitos reservados